Clarins Mission Perfection Sérum – Inovação Antimanchas

by

Antimanchas, luminosidade e uniformidade da tez

Manchas, discromias, zonas escuras, marcas associadas à acne, tez baça, vermelhidões…
Fruto de um avanço científico importante, este sérum pioneiro dedicado a todas as mulheres combate as desordens pigmentares e restaura luminosidade à tez, sem alterar a tonalidade da pele.

Avanço científico importante
E se a pele tivesse o poder de enviar apenas as “boas” mensagens?
Clarins descobre em primeira mão o papel dos mensageiros celulares, os “exossomos”, na pigmentação. Mensageiros que, em caso de agressão (raios UV, inflamação), emitem as “más” mensagens que geram as desordens pigmentares.

Um novo dado está na origem de uma resposta antimanchas inédita: um sérum, cuja fórmula é capaz de restabelecer as “boas” mensagens para uma pele perfeitamente uniforme, luminosa, que reflete a beleza da tonalidade da pele.

Perícia antimanchas única, que resulta da combinação das plantas e da ciência

Extrato de acerola
Descoberta Clarins, este poderoso extrato vegetal possui o poder de bloquear as “más” mensagens que geram as desordens pigmentares.

Hexilresorcinol
Esta molécula antimanchas de referência contribui para reduzir a formação das manchas na sua origem.

2015_mission_perfection_packshot_avec_acerola (1)

 

Perícia em luminosidade excecional
No coração da pele,
um extrato de gingko biloba contribui para fazer renascer a luminosidade.

À superfície,
os dois ácidos de frutos “apagam” as imperfeições pigmentares e tornam
o grão da pele mais liso, para otimizar a reflexão da luz.
Os pigmentos aperfeiçoadores iluminam e uniformizam instantaneamente
a tez.

Missão cumprida!
A pele reencontra a sua luminosidade e a sua uniformidade.
A tonalidade da pele original é respeitada e sublimada.

 

2015_mission_perfection_duo_uv_eur

Clarins Mission Perfection Sérum – Pvp recomendado: 71.00€

 

1 Response
  • cristina oliveira
    May 15, 2015

    gostava muito que me enviassem uma amostra destes dois produtos.

Leave a Reply